Relação com Governo e Entidades

No que tange à atuação com à esfera pública (tanto em âmbito estadual como federal), a Odebrecht Agroindustrial busca prioritariamente trabalhar por meio das entidades de representação do setor. Nesse contexto, procura sempre contribuir para a construção de políticas públicas mais conscientes e consistentes, colaborando ativamente em todos os espaços de debates, sejam entidades ou fóruns, sejam organizações setoriais.

Todavia, também nos assuntos mais sensíveis à Empresa diretamente, a área de Relações Institucionais é responsável por dar andamento às essas questões e por desenvolver o contato constante com as organizações de representação do setor. Além disso, também cabe a essa área, apoiar os Líderes dos Polos nos assuntos de cunho municipal.

Como resultado das ações realizadas ao longo da última safra, vale destacar a retomada da Cide sobre a gasolina (no valor de R$ 0,10/litro), bem como o aumento da alíquota de PIS/COFINS também sobre este combustível fóssil, na ordem de R$ 0,12/litro. Somado a isso, o setor sucroenergético também teve como vitória a aprovação da Lei nº 13.033/14, que aumenta o teto da mistura do etanol anidro na gasolina para 27,5%, bem como a posterior estipulação – pelo Poder Executivo – do percentual real da mistura em 27,0%.

De todo modo, apesar dos avanços, algumas medidas discutidas ao longo da safra 2014/2015 ainda devem seguir como pleitos nos próximos anos, tais como:

  • Definição de diretrizes de longo prazo para a matriz brasileira de combustíveis, buscando clarificar o papel do etanol e visando garantir um nível de abastecimento que dependa o quão menos possível da importação de gasolina;
  • Recuperação da Cide em níveis compatíveis com os valores quando de sua instituição, reconhecendo as externalidades positivas do etanol;
  • Valoração das vantagens econômicas e ambientais da bioeletricidade, com a realização de leilões por fonte/regionais, com preços remuneradores e regras contratuais capazes de estimular de forma contínua e consolidada o aproveitamento da palha e o processo de retrofit, visando fortalecer essa forma de energia limpa, renovável e perene;
  • Criação de um ambiente que favoreça e incentive a inovação tecnológica nas áreas de produção agrícola e industrial, indústria de base e de insumos, bem como no aumento da eficiência do consumo do etanol nos automóveis flex.
 

Participação da organização em associações |GRI G4-16|

ENTIDADES EM
QUE TEM ASSENTO
CARGO ESCOPO
Biosul Presidente do Conselho A Biosul atua na representação dos interesses da indústria sucroenergética do Estado de Mato Grosso do Sul (MS) com fornecedores, consumidores e agentes políticos (Poderes Executivo e Legislativo Estadual).
União da Indústria de Cana de Açúcar - Unica Conselheiro A entidade atua na representação dos interesses da indústria sucroenergética com fornecedores, consumidores e agentes políticos (Poderes Executivo e Legislativo - estadual e federal).
SIFAEG Conselheiro A entidade atua na representação dos interesses da indústria sucroenergética do Estado de Goiás (GO) com fornecedores, consumidores e agentes políticos (Poderes Executivo e Legislativo Estadual).
SINDALCOOL - MT Conselheiro A entidade atua na representação dos interesses da indústria sucroenergética do Estado de Mato Grosso (MT) com fornecedores, consumidores e agentes políticos (Poderes Executivo e Legislativo Estadual).
União dos Produtores de
Bioenergia (Udop)
Conselheiro A entidade é um importante organismo para a prestação de serviços nas áreas de capacitação profissional, informação e representação no setor sucroenergético.
ENTIDADES EM QUE PARTICIPA
DE PROJETOS OU COMITÊS
PROJETO/COMITÊ ESCOPO
União da Indústria de Cana de Açúcar (Unica)
  • GT Tributário
  • GT Governança
  • GT Sustentabilidade
  • GT Meio Ambiente
  • GT Sindical
  • GT Bioeletricidade
Desses comitês saem as diretrizes que orientarão as principais demandas e debates que as indústrias do setor sucroenergético vão levar aos seus interlocutores (estaduais e federais).
SIFAEG
  • Comissão Temática Agrícola
  • Comissão Temática de Meio Ambiente
  • Comissão Temática de Segurança e Saúde do Trabalho
  • Comissão Temática de Recursos Humanos
  • Comissão Temática Tributária
Desses comitês saem as diretrizes que orientarão as principais demandas e debates que as indústrias do setor sucroenergético vão levar aos seus interlocutores no Estado de Goiás.

  • teste 01

Compromissos externos |GRI G4-15|

A Empresa também é signatária de compromissos sociais externos voluntários assumidos com organismos de grande credibilidade, por meio dos quais atesta, mais uma vez, sua responsabilidade com questões econômicas e socioambientais. São eles:

  • Programa SENAI de Ecoeficiência (Unidade Santa Luzia) – membro desde dezembro/2014;
  • Protocolo Agroambiental (Unidade Conquista do Pontal) – membro desde novembro/2008
  • Empresa Amiga da Criança - Fundação Abrinq/Save the Children – membro desde julho/2009.
  • Pacto Global/Rede Brasileira – Organização das Nações Unidas – signatário desde maio/2012