Inovação e Tecnologia|GRI G4-DMA|

A tecnologia é uma das grandes aliadas da Empresa na busca por diferenciação e crescimento sustentável. São realizados investimentos regulares para o contínuo aprimoramento de seus parques agrícolas e industriais e de processos de gestão, com o objetivo de aumentar a produtividade e reduzir custos operacionais. Algumas ações se destacaram nesse sentido durante a safra 2014/2015, entre elas:

 

Simulador de colheita – A Empresa implantou na safra simuladores para capacitar Integrantes que atuam na operação de máquinas colhedoras de cana-de-açúcar. O objetivo é colaborar para a formação teórica e prática dos operadores da forma mais real possível. Antes de operar a máquina no campo, o Integrante passa pelo simulador, com acompanhamento e monitoramento. Além disso, é uma oportunidade de reciclagem aos operadores já formados. O simulador cria virtualmente um cenário semelhante ao do canavial, com som ambiente, projeções de imagens em 3D e os mesmos movimentos da colhedora. O treinamento virtual também traz economia para a Empresa, pois reduz as perdas de cana-de-açúcar durante a colheita, o gasto com combustível e evita o desgaste prematuro das máquinas colhedoras que deixam de ser utilizadas para esta função.

Preparo canteirizado – O projeto foca no aumento de produtividade, por meio de um trabalho de preparo profundo de solo (canteirização) nos espaços/linhas destinadas ao plantio da cana que serão cultivados durante a safra. A tecnologia permite uma maior exploração do solo pelas raízes da planta, graças ao preparo profundo, além de melhorar o controle de tráfego nas lavouras canavieiras, pois todo o preparo, o plantio e a colheita são realizados com orientação de satélite (GPS). Além disso, é conseguida uma diminuição acentuada do pisoteio das máquinas sobre a soqueira de cana-de-açúcar, consequentemente, a longevidade e produtividade da lavoura são aumentadas. O preparo de solo profundo também favorece a infiltração de água no perfil do solo, diminuindo problemas com erosão e aumentando a disponibilidade de água para a planta da cana-de-açúcar. Quando comparado ao modelo convencional, o preparo de solo canteirizado traz uma economia de cerca de R$ 500 por hectare. Em larga escala, isso deve representar um ganho de economia de custos da ordem de R$ 12 milhões à Empresa.

Fertirrigação – Ao longo das últimas safras, a Empresa vem investindo na técnica de fertirrigação em suas operações agrícolas, pela qual tanto a água como os fertilizantes são utilizados para o cultivo simultaneamente por meio do sistema de irrigação por gotejamento. O método assegura que os nutrientes essenciais sejam supridos com precisão na área com atividade intensiva da raiz, de acordo com os requerimentos específicos do cultivo da cana-de-açúcar e tipo de solo, resultando em maior produtividade do canavial.

Plantadoras com GPS – Com sistema de rastreamento por câmeras e monitores de alta precisão, as plantadoras com GPS já estão incorporadas em 95% das atividades de plantio da Empresa. As câmeras são importantes para aumentar a produtividade, uma vez que registram toda a operação permitindo a adoção de melhorias e medidas corretivas, caso sejam necessárias. Alguns modelos dispensam o uso da cabine, trazendo mais autonomia ao processo. Cinco desses equipamentos estão em teste no Polo São Paulo.

Manutenção Automotiva – A área de Manutenção de Confiabilidade Automotiva é responsável pelo bom desempenho dos equipamentos e maquinários utilizados nas Unidades. É ela que define a prática de manutenção preventiva, na qual versa os modelos de equipamentos a serem adquiridos e os Fornecedores de peças a serem contratados, além de estabelecer a gestão desse parque tecnológico. Essa otimização garante o melhor uso da frota, reduzindo gastos pela melhoria geral dos indicadores de produtividade e competitividade.

 

Monitoramento Online da Frota:

Ganhos de R$ 18,3 milhões

Queda de  36% em acidentes

Centro de Pesquisa:

Desenvolvimento e manejo de cultivares

Melhoramento genético de cana-de-açúcar

Colhedora de 2 linhas:

Ganho de mais de 30% no rendimentos das máquinas

Redução de custos da ordem de R$ 8 milhões

Novas Alternativas:

Desenvolvimento de sistema de produção para sorgo sacarino

Enfardamento de palha:

15% de aumento na oferta de energia renovável

Etanol Anidro:

Das nove Unidades, seis produzem Etanol Anidro, além de Etanol Hidratado

Pesquisa e Desenvolvimento:

Pesquisas nas áreas de plantio, colheita e processamento de cana-de-açúcar