Melhores práticas

A Odebrecht Agroindustrial tem compromisso com a melhoria contínua de seu Negócio, por isso busca sempre as melhores práticas, focando em resultados que maximizem a criação de valor e a harmonização de interesses dos seus stakeholders. Seu modelo de Governança Corporativa está amparado na solidez de sua controladora, a Organização Odebrecht, cujos princípios éticos e morais estão expressos na Tecnologia Empresarial Odebrecht (TEO).

Composição acionária

Com o objetivo de garantir sua saúde financeira, a Odebrecht Agroindustrial passou, no final de 2014, por uma reorganização societária, pela qual houve a diluição de acionistas minoritários e consequente término do Acordo de Acionistas. Por meio de aporte de capitalização da ordem de R$ 836 milhões, sendo R$ 632 milhões integralizados em dezembro de 2014 e outros R$ 204 milhões até dezembro de 2015, a Odebrecht S.A. aumentou a sua participação acionária na Empresa, passando de 69% para 99,98%. Os outros Acionistas, entre os quais a BNDESPar e dois fundos, tiveram sua fatia diluída a 0,02%. Esse posicionamento reforça o compromisso de apostar em sua controlada mesmo em momentos adversos, com a crença de que o cenário se tornará positivo nas próximas safras. |GRI G4-13|

Modelo de boa Governança |GRI G4-56|

A Tecnologia Empresarial Odebrecht (TEO) é um conjunto de princípios, conceitos e critérios, com foco na educação e no trabalho e provê os fundamentos éticos, morais e conceituais para a atuação dos Integrantes da Organização. Valoriza potencialidades do ser humano, como a disposição para servir, a capacidade e o desejo de evoluir e a vontade de superar resultados. Prevê, ainda, um processo de delegação planejada, baseada na confiança e na parceria entre Líderes e Liderados.

A TEO é a base da cultura da Organização Odebrecht e direciona a ação das Pessoas nos diferentes Negócios, países e contextos culturais em que atuam. Assim, é possível atender às necessidades dos Clientes, agregar valor ao patrimônio dos Acionistas, reinvestir os resultados alcançados e crescer em frentes distintas.

Seus princípios fundamentais estabelecem os valores culturais e éticos que devem conduzir os negócios em todas as Empresas da Organização. Todos os Integrantes têm o dever de agir como Curadores desses princípios, que compõem a essência do Patrimônio Intangível da Organização. Entretanto, tais referências não devem tolher a iniciativa e a criatividade do profissional. Pelo contrário, destinam-se a potencializar a capacidade individual em sua atuação.

Os princípios básicos da TEO são:

  • Confiança nas Pessoas, em sua capacidade e em seu desejo de evoluir;
  • Satisfação do Cliente, servindo-o com ênfase na qualidade, na produtividade e na responsabilidade socioambiental;
  • Retorno aos Acionistas e valorização de seu patrimônio;
  • Parceria entre os Integrantes, que participam da concepção e da realização do trabalho, e dos resultados que geram;
  • Autodesenvolvimento das Pessoas, sobretudo por meio da Educação pelo e para o Trabalho, assegurando a Sobrevivência, o Crescimento e a Perpetuidade da Organização;
  • Reinvestimento dos Resultados, para a criação de novas oportunidades de trabalho e para o desenvolvimento das comunidades.